18 janeiro 2013

Basta de Atropelamentos

A Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB) tem assumido um papel cada vez mais activo na defesa dos direitos e condições para os ciclistas em meio urbano. Ainda bem. O ciclismo não é uma actividade meramente desportiva ou recreativa, que se faz com roupas de licra aos fins de semana. A bicicleta é e deve ser cada vez mais o meio de transporte individual mais utilizado dentro da cidade, em que as distancias a percorrer não são demasiado longas e onde factores como
 a) poluição sonora e atmosférica,
 b) espaço ocupado (na estrada e no estacionamento), e
 c) segurança dos cidadãos    
são absolutamente críticos numa cidade que se quer mais dinâmica, densa e humanizada.

Assim é de valorizar muito esta iniciativa, a "Manifestação Nacional - Basta de Atropelamentos"


É uma manifestação nacional mas descentralizada, em várias cidades do país.

Em Lisboa, a concentração é no Terreiro do Paço, palco de tantos dramáticos atropelamentos, nomeadamente quando do tempo em que ainda passava ali uma autêntica via-rápida, com 3 faixas para cada lado.

Hoje só há uma faixa para cada lado e em paralelos, em vez de alcatrão, o que provocou uma acalmia significativa do tráfego.

Ainda assim, há cerca de 2 semanas, na passagem de ano, morreu lá um jovem de 25 anos, atropelado por um BMW.

Sem comentários:

Enviar um comentário