15 março 2013

Patrulha a cavalo

Custa-me entender qual a pertinência de a GNR ainda efectuar patrulhas a cavalo nas ruas de Lisboa...

4 comentários:

  1. É porque 2 cabeças pensam sempre melhor que uma, claro.

    ResponderEliminar
  2. Se não saem das esquadras/quartéis é porque não saem, se saem é porque não é pertinente... Nem que seja pela vertente de sustentabilidade ambiental (e porque não também económica) já tem pertinência. O que custa entender é qual a pertinência de posts desprovidos de qualquer pertinência(?)

    ResponderEliminar
  3. Eu não sou tão violento. Mas realmente a crítica avulsa não é nada abonatória.
    Para que conste os cavalos são muito úteis, por exemplo, no controlo a motins, pela rapidez e vantagem que dão aos agentes. E para que sejam úteis tem que existir uma simbiose perfeita entre agentes e equinos. Tal só se consegue com saídas regulares para manter os animais adaptados ao ruído e movimentações do ambiente urbano.
    Criticar é fácil… estamos num momento em que se é preso por ter cão e por não ter.

    ResponderEliminar
  4. Sinceramente, não é preferível a cavalo do que de carro?

    ResponderEliminar