29 maio 2013

Como se faz um sítio da droga?


No livro "Casal Ventoso: da Gandaia ao Narcotráfico", Miguel Chaves descreve a génese do Casal Ventoso. Populações pobres do norte do país migram para o Casal Ventoso, atraídas pelos postos de trabalho existentes nas docas e indústrias de Alcântara. Acontece que, uma a uma, as fábricas de Alcântara começam a fechar, assistindo-se a um processo de profunda desindustrialização desta zona da cidade. Vítimas do desemprego, e sem qualificações para encontrarem outras alternativas, a malta do Casal Ventoso não tem outro remédio senão virar-se para o mercado informal, recorrendo à gandaia: procura de ferro-velho, cartão e demais "lixo" para vender ao quilo por um preço miserável que mal dava para comer. Só mais tarde, nos anos 70, e com boom nos anos 80, é que o narcotráfico substitui a gandaia como estratégia de sobrevivência bem mais rentável.

Sem comentários:

Enviar um comentário