27 maio 2013

Passagem na Estação de Santos

Poucos sabem, mas na Estação de Santos há uma passagem sobre a linha férrea a Poente, que se tem mantido e que até está em requalificação (aparentemente). Neste momento é uma solução para quem queira passar de um lado para o outro de bicicleta ou com carrinhos de bebé.
Já agora, na estação de Belém há uma situação semelhante, neste caso a Nascente.
Nada disto substitui a necessidade de criar desnivelamentos em rampa em vários pontos sobre a linha férrea, designadamente:
- Estações de Santos, Alcântara (as lacunas são várias...) e Belém (está prevista no âmbito do novo museu dos coches)
- Em frente à Cordoaria
- Em frente ao CCB / Padrão dos descobrimentos (uma falha gritante...)
- Em frente à Torre de Belém (ao café "Vela Latina")
- Em frente ao "Centro Champalimaud"
Esta permeabilidade é essencial para uma correcta articulação entre a "cidade" e a frente de rio.

1 comentário:

  1. Infelizmente não são casos únicos.
    A infraestrutura ferroviária, desde sempre que se constitui como limite físico marcante do território, mas a sua permeabilidade é desejável em áreas com fluxos dinâmicos densos...
    Se calhar um maior entendimento sobre a cidade ajudará em muito à implementação de soluções que minimizem este efeito barreira!

    ResponderEliminar